Inspirada no clássico de Alexandre Dumas (1840-1844), a montagem é uma divertida aventura de capa e espada, adaptada por Flavio de Souza (Castelo Rá-Tim-Bum e Mundo da Lua) e por Pamela Duncan, que também assina a direção. Os três amigos – Musse (sapateiro), Champignon (poeta) e Garçom (faxineiro) – embarcam na missão de salvar a princesa Chantilli do malvado Roquefor. A aventura é regada por valores humanistas e românticos. Três jovens humildes, alegres, atrapalhados e ingênuos sonham se tornar mosqueteiros do reino. Descobertos por Bafo, o ajudante fiel do vilão Roquefor, são nomeados mosqueteiros para proteger a princesa Chantili e o reino da França, mas tudo não passa de um plano mirabolante. Percebendo que Roquefor pretende raptar a princesa, obrigá-la a se casar com Bafo e se apossar da fortuna do reino, os mosqueteiros trapalhões empunham suas espadas para salvar a donzela e expulsar o traidor. A trama é conduzida pelo papagaio narrador Petigatô, um boneco que tudo observa e tudo sabe. Durante a jornada, a Princesa – que surge como uma menina mimada – transforma-se em uma jovem consciente que se torna mosqueteira, assumindo o lugar do ‘quarto’ integrante da história original. A direção de Pamela Duncan é inspirada nos desenhos animados e na filmografia de Os Três Mosqueteiros e ganha contorno clownesco. Os atores fizeram aulas de dança e de esgrima para desempenhar com destreza as cenas coreografadas de luta.

FICHA TÉCNICA

Elenco: Sol Leão, Bruno Henrique, Edson Thiago Rossi, Dante Pasarelli, Rogerio Favoretto, Ricardo Aires e Ângelo Fávero.
Voz do Petigatô: Sérvulo Augusto.
Dramaturgia: Flavio de Souza e Pamela Duncan
Direção e concepção: Pamela Duncan

Realização: A Peste – Cia urbana de Teatro, Marcos Tadeu e Jorge Alves.

SERVIÇO:

Estreia: 02 de abril de 2022
Temporada até:
29 de maio de 2022
Apresentações:
sábados e domingos, 17h40

Ingresso: R$ 60,00

Duração: 55 minutos
Classificação: a partir de 3 anos