fbpx

Oba, em Julho tem Festival de Férias do Teatro UOL!

Banner Geral Festival de Férias

39ª edição do Festival de Férias tem programação todos os dias da semana.

Segunda a domingo, 15h.

O Festival de Férias do Teatro UOL é o endereço certo para a diversão nas férias de julho. Tradição cultural da cidade de São Paulo, entre chega a sua 39º.

Este sucesso é fruto de uma programação de qualidade e diversa, onde o público se encanta tanto com clássicos como com espetáculos que abordam as questões atuais do universo infantil de forma criativa e lúdica. São seis espetáculos, que se revezam em apresentações em todos os dias da semana, entre 1º e 28 de julho, sempre às 16h.

Muito bem localizado, o Teatro Uol conta com toda a estrutura e segurança do Shopping Pátio Higienópolis para que a família aproveite cada minuto do passeio. Conheça a programação completa.

“É COMO DIZ O DITADO…”, texto e direção de Samuel Carrasco, às segundas-feiras, 15h (classificação indicativa: Livre).

A leveza do espetáculo vem nas formas da encenação, que trazem muito da cultura popular e da infância, seja na trilha sonora com suaves gravações de músicas do cancioneiro popular, seja na presença de brincadeiras no meio do espetáculo, seja com um texto que traz engajamento e diversão. Tudo dentro do universo mambembe, do artista circense, que produz tudo o que necessita, usando os materiais que tem às mãos. As personagens testam de tudo e mais um pouco! Com apenas 2 atores o espetáculo brilha aos olhos pela sua ludicidade.

“ALICE NO PAIS DAS MARAVILHAS, adaptação e direção de Patrícia Toneti, às terças-feiras, 15h (classificação indicativa: Livre, recomendada para maiores de 3 anos).

A plateia terá a chance de conhecer o “O País das Maravilhas” junto com Alice e os personagens mais conhecidos da obra, misturando atores, efeitos especiais e cenários tridimensionais que tornam o espetáculo inovador e surpreendente!

“ERA UMA VEZ…A CIGARRA E A FORMIGA”, realização da Cia. Fábrica de Sonhos, às quartas-feiras, 15h (classificação indicativa: Livre, recomendado a partir de 4 anos).

A Cigarra é uma artista que enfrenta as dificuldades impostas pela família e pela sociedade para seguir seu caminho na arte. No entanto, sua profissão possui algumas atipicidades que muitas vezes não são compreendidas, nem por ela mesma, o que a leva a buscar uma oportunidade convencional de trabalho no escritório do Sr. Tião Formiga Saúva. O que ela não sabia é que seria desse encontro inesperado que sua carreira artística iria realmente mudar. A história tem como propósito atingir o espectador e motivá-lo à reflexão para que assim, através da transformação esse conceito tão ultrapassado do artista como alguém ocioso, seja repensado na nossa sociedade.

“A CHAPEUZINHO VERMELHO”, texto e direção de Pitty Webo, às quintas-feiras, 15h (classificação indicativa: Livre, recomendado a partir de 4 anos).

O clássico de Charles Perrault ganha roupagem divertida e moderna e mostra a aventura da personagem por um caminho desconhecido onde tem que, sozinha, enfrentar o Lobo Mau, e acaba encarando seus próprios medos. A trilha sonora introduz a música clássica para a criançada. Reúne “A Flauta Mágica”, de Mozart, e “Valsa N°1”, de Chopin, além de composições de Beethoven e Vivaldi.

“O AUTINHO DA COMPADECIDA”, direção, concepção e adaptação de Ronaldo Saad, às sextas-feiras, 15h (classificação indicativa: Livre, recomendado a partir de 3 anos).

O espetáculo “O Autinho da Compadecida”, adaptado do clássico de Ariano Suassuna, traz um retrato do sertão nordestino com duas personagens que já fazem parte de nossa cultura: João Grilo e Chicó. A plateia acompanha as aventuras e confusões de dois espertos sertanejos que recebem uma missão de seus patrões – Dona Dorinha e Seu Eurico – para que encontrem sua cachorra que desapareceu. A confusão aumenta quando os cangaceiros atacam a cidade, causando um alvoroço danado. Diante da bagunça geral, somente “A Compadecida” poderá intervir por eles. 

“JOÃO E MARIA – A CASA DE DOCES”, adaptação e direção de Heliton Oliveira, aos sábados e domingos, 15h (classificação indicativa: Livre).

Uma bruxa muito maluca e engraçada sonha em fazer uma poção para ficar mais jovem. Para isso ela precisa de um ingrediente secreto: Biscoitos feitos com crianças desobedientes. Ao saber que João e Maria estão perdidos na floresta, ela traça planos para capturá-los e, finalmente, concluir a poção de rejuvenescimento. João e Maria – A Casa de Doces aborda temas importantes como aceitação, Bullying na infância, obediência aos pais e confiança. Através do lúdico e das brincadeiras inseridas na peça, o espetáculo dialoga com a criança e com seus pais, educadores e etc.